Autor: Clayton De La Vie

Lançamento: 2015
Editora: Independente
Páginas: 103

O Homem Que Via Monstros - A única maneira que ele encontrou para expor seus crimes, sem precisar se preocupar se seria ou não investigado pela polícia, foi narrá-los diante de um grupo de apoio, no presídio, criado por uma psicóloga. 
O Homem Que Via Monstros, como era conhecido, passou meses diante do grupo sem dizer uma palavra sequer. No entanto, viu a oportunidade que a vida lhe estendia e resolveu, no ato mais sábio de toda a sua existência, que aquele era o local ideal para se abrir, contar o que os policiais jamais descobriram. Contudo, o motivo pelo qual ele parou ali ainda é um mistério, e a doutora pretende fazê-lo falar. 

Ela queria ouvir uma boa história, e ele desejava ter a sua plateia. Quando duas mentes assim se encontram, não pode vir boa coisa.

Olá meus amores!
Finalmente eu venho com mais uma resenha pra vocês, essa resenha é do nosso 2° parceiro literário, Clayton De La Vie. Vamos ao que interessa, porque estou ansiosa pra falar desse livro.
Quando ouvimos falar em monstros, pensamos logo de um jeito figurado certo? Sim, pensamos logo em fantasia, mas esse livro vai muito além de uma simples história de um romance policial, ele vai falar de assuntos bem presentes em nosso nosso cotidiano, vai falar sobre o julgamento das pessoas, vai falar sobre como o ser humano é capaz de certas atrocidades, e vai falar de monstros. Mas não é aquele monstro que você está pensando, são monstros que infelizmente estão presentes em nosso dia a dia. Vai falar sobre os monstros que cada um de nós carrega em si, aqueles que se disfarçam perante a sociedade, mas que na verdade, em baixo de todo aquele personagem está um mostro.
Luana é uma mulher que aos 24 anos cansada de passar de um emprego pro outro, decide busca a estabilidade fazendo uma faculdade de psicologia, não conseguira logo um trabalho em sua área, conseguiu um emprego provisório em uma escola infantil, mas em alguns meses estava desempregada novamente. Luana tinha que conseguir algo na sua área, então teve a ideia de trabalhar em seções grupais no presídio, dessa maneira o governo iria economizar e ela teria um emprego.
"Um mês depois ela tinha sido contratada pelo presídio, onde incluiria o programa, que consiste em ouvir, de forma coletiva, diversos detentos para, depois, traçar o perfil clínico de todos. Dessa maneira, o Governo economizaria nos gastos, pois não forneceria exclusividade para ninguém, e mesmo assim ainda teria resultados satisfatórios."
A partir desse emprego a história se desenvolve. Nós vamos ver ao longo do livro a vida de alguns detentos e o porque de terem sido presos. Luana já esta nesse trabalho a 10 anos e já tinha visto de tudo, até que um dia um detento do grupo que ainda não tinha se pronunciado resolve contar sua história de vida e pela primeira vez a psicóloga fica surpreendida com um relato.
O livro também mostra o andamento da investigação de um suposto Serial Killer pela capitã de polícia Lorna wester.
"— Capitã, localizamos outro cadáver. —informou um policial à encarregada do caso, capitã Lorna Wester, uma mulher alta, de cabelos escuros e olhos claros. —Nas mesmas condições? —inqueriu ela. —Não, esse foi um pouco mais..."
Agora que já fiz um breve resumo do que é o livro, vou dar a minha opinião.
Gente o que é esse livro, meu Deus, primeiro que é uma historia totalmente inusitada (pelo menos eu nunca li nada parecido) e as histórias de vida dos presos é ao mesmo tempo triste e fascinante, a maioria deles assume ser culpado, mas ainda há quem se diga inocente.
O livro vai muito além de um simples romance policial, vai falar sobre o julgamento dos humanos para com os mesmos de sua espécie.
Os personagens são muito distintos, mas tem uma coisa em comum, todos querem ser aplaudidos, todos querem grandeza, alguns querem tanto que não se importam em usar os outros (como a senhorita Luana).
A narrativa do Clayton foi o que mais me impressionou, um escritor tão jovem com uma escrita tão rica, ele desenvolve a história com sabedoria o suficiente para que os leitores não se confundam e olha que estamos falando de um livro com mais de 5 personagens, cada um com muitas características próprias (O que torna a leitura ainda mais estimulante). O livro alterna entre 1° e 3° pessoa, uma coisa que aprendi a apreciar com o ebook "A Boneca Fantasma".
O ebook "O Homem Que Via Monstros", vai deixar você pensativo(a) mesmo após concluir a leitura e ensina que não temos o direito de julgar nossos iguais, porque somos todos falhos. Indico muito essa leitura a todos, independente do seu gênero literário favorito, leia.
Graças a Deus minhas leituras de parcerias não são obrigação e sim lazer, se não gostasse diria com todas as letras "ODIEI O LIVRO" , mas só tenho coisas positivas pra falar desse ebook. É minha segunda leitura de parceria concluída e fico muito contente por isso. Obrigada Clayton De La Vie, por me proporcionar essa leitura prazerosa.
Espero que tenham gostado da resenha.
Beijos!

4 Comentários

  1. Fico muito contente que tenha apreciado a leitura desse livro e espero, sinceramente, que as demais obras não a decepcionem. Obrigado por tudo, desde a parceria até a nossa amizade recente. Meus parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente amei a leitura, tenho certeza que vou amar as próximas.
      Eu é que agradeço pela sua amizade e pela parceria com um jovem escritor tão brilhante.
      Beijinhos!

      Excluir
  2. Nossa Kalita adorei sua resenha ficou maravilhosa.O livro é muito bom
    Parabéns pela resenha e parabéns ao Clayton pelo livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lu, sempre tão carinhosa.
      Gostei de saber que você adorou a resenha o Clayton realmente está de parabéns, foi uma leitura incrível.
      Beijinhos!

      Excluir

Olá, tudo bem? Espero que sim. Sua visita é uma alegria para mim, mas ficaria muito mais feliz com um comentário seu.
Beijinhos!