★★★★★♡
Autora: Ju Lund
Lançamento: 2015
Editora: AVEC
Páginas: 197
Adicione no Skoob

Sinopse:
Um romance Queer Chic. Os vampiros se revelaram ao mundo, mas ainda sofrem muitas desconfianças dos humanos.
Apaixonadas Duda e Esther precisam lidar com todos os tipos de discriminação por serem de raças diferentes e ambas do mesmo sexo.
Será que o amor delas sobreviverá a segredos e ao fanatismo? Descubra nesse romance com toques de drama e mistério. Entre de cabeça no universo fantástico criado pela escritora Ju Lund.

Oi meu povo!

Que tal uma fofoca sobre o livro Doce Vampira da Ju Lund? Está doidinho pra saber qual é a fofoca hein? Então vamos lá!


O livro Doce Vampira vai contar a historia do amor de duas garotas, a Duda (Eduarda) e Esther, sendo Duda uma humana e Esther uma vampira (diferente hein?). O problema central do livro é o preconceito, vamos ver o preconceito contra o homossexualismo e contra raça, ou seja, como se não bastasse ter que lidar com os homofobicos, ainda terão que lidar com o preconceito contra o vampirismo, é mole? Não, com certeza não vai ser fácil pra essas duas ficarem juntas. Outra coisa bem complicada é a questão das famílias das duas, sim você leu certo, agora imagina aí, a maioria de nós tem familiares ao nosso lado nas horas que precisamos de um ombro amigo ou quando precisamos de uma base, de alguem que nos firme, Duda (a humana) não tem, muito pelo contrário, ela sofre opressão da própria familia, com mãe e pai preconceituosos, Duda vai contar com amigos e é claro com seu amor. A família de Duda vai colocar muitos obstáculos entre o amor das duas (e quando eu digo "muitos obstáculos", quero dizer que vão fazer de tudo pra separar as duas). Vamos ver seitas, muito preconceito (chega a dar raiva) e pessoas que não sabem o verdadeiro significado do amor.

O que eu achei.
Bom gente, eu enlouqueci (na verdade eu já sou meio louquinha rs) de amores pela escrita da autora. No 1° capítulo eu fiquei com o pé atrás, porque da tristeza de Duda, era tão deprê ver a Duda daquele jeito sem saber o motivo, vou explicar: no 1° capítulo vemos uma Duda triste e depressiva, porque da saudade que ela sente do seu amor (Esther), a família de Duda tinha achado um jeito de separar as duas e por não ver mais esperança de reencontrar o seu amor, Eduarda se encontrava em um estado de depressão.
Foi por isso que fiquei meio desconfiada no início da leitura, mas logo tudo é explicado e você começa a se apaixonar e torcer pra que essa história de amor dê certo.

Os personagens desse livro são encantadores, não pelo fato de serem todos bonzinhos e amáveis, porque não são todos assim (não, com certeza não), mas pelo fato de serem tão distintos, com seus próprios medos, sentimentos, emoções e seu próprio jeito se pensar. Vemos nas ações e reações de cada um, uma personalidade muito própria (sim vemos, porque a autora consegue expressar em sua escrita a marca deixada por cada personagem, por isso conseguimos visualizar em nossa mente a expressão de cada um) e isso é encantador.

Doce Vampira é narrado em 1° pessoa por Duda, vemos nitidamente suas emoções e seus sentimentos, entramos na leitura por meio da narrativa tão viciante que não nos deixa desgrudar do livro (isso é sério, já aviso com antecedência, você vai querer comer lendo, não dormir pra ler mais um capítulo e já aviso, não tente ler enquanto anda pela casa, acredite em mim, não vai dar certo).

"Quando não estávamos juntas, sentia-me incompleta e até triste. Uma transformação do sentimento, algo transcendente, simplesmente aconteceu. Eu não sabia como, mas a amizade tornara-se amor."

O livro muito bem desenvolvido, não é longo, nem é curto, ele é ideal. Tem início, meio e fim com fatos muito bem estruturados e muitos deles datados, o que facilita nossa leitura, pois não conseguimos nos confundir com a sequência dos fatos.
Na minha opinião o tema central do livro além do amor, é o preconceito e isso fica muito nítido pra mim. Até que ponto o preconceito pode nos prejudicar? Será mesmo que temos o direito de determinar o que o outro deve fazer ou quem deve amar? Vou deixar aqui abaixo um quote do livro Doce Vampira para a reflexão de todos.

"O preconceito machuca as pessoas e, muitas vezes, deixa cicatrizes que jamais são curadas. Marca pessoas e almas para sempre."
Esse livro é favorito não só de 2015, mas da vida, obrigado AVEC Editora por me enviar esse livro para que eu o lesse pelo Kindle e obrigada Ju Lund, por contar essa história, esse livro vai muito além de uma simples ficção, é um ensinamento de vida.

Pra você que ficou curioso e quer ler o livro, vou deixar aqui os links de compra, é só clicar e você será redirecionado para o site.


E caso você tenha ficado muito curioso e queira ler um pouquinho, vou deixar aqui o link para o primeiro capítulo de Doce Vampira: http://issuu.com/julund/docs/doce-vampira?e=2533795/12809491#sthash.VxfH8HEi.dpuf

Bom meu leitores fofoqueiros foi isso, espero que tenham gostado e que fofoquem pros amigos.
Beijinhos em todos os meus fofoqueiros!

Deixe um comentário

Olá, tudo bem? Espero que sim. Sua visita é uma alegria para mim, mas ficaria muito mais feliz com um comentário seu.
Beijinhos!