20 agosto 2016

[Resenha]: Um Toque de Morte - Luiza Salazar | Editora Draco



Autora: Luiza Salazar
Gênero: YA, Fantasia urbana, aventura
Lançamento: 2013
Página: 224
Editora: Draco
Adicione no (Skoob)
Versão física: Amazon | Cultura | 
PagSeguro          
Versão digital: Amazon | Cultura |

Sinopse:

E se a Morte estivesse sempre ao alcance de suas mãos?
Pode me chamar de Kat. Eu daria tudo para ser apenas uma jovem universitária, preocupar-me com os assuntos discutidos nos trens, nos corredores das escolas, nas ruas: qual roupa vestir na festa, qual o futuro da política do país, quem vai ganhar o jogo esta noite. É, você entendeu.
Mas na minha cabeça só há espaço para uma preocupação: quem será a minha próxima vítima.
Eu sou uma Ceifadora. Isso significa que posso matar com um simples toque das mãos, um dom que desejava todos os dias não possuir. Mas quando aqueles dois estranhos apareceram na minha vida e fizeram tudo virar de pernas pro ar, comecei a entender que existem pessoas que fariam de tudo para controlar esse meu poder indesejável. Até mesmo me matar. É até irônico, né?
Um Toque de Morte é um romance fantástico de Luiza Salazar, uma aventura pelas sombras que se escondem nos becos da cidade.
Não se deixar envolver, não se aproximar demais. Essa é a maldição dos Ceifadores, não poder sentir o mundo com a própria pele.



Olá fofoqueiros!

Aposto que o título dessa postagem deixou vocês curiosos hein, como eu sei disso? Simples, assim que li esse título também fiquei curiosa. Então vamos logo ao assunto.


»»»»»»»»»«««««««««

Bom gente, vamos por partes, primeiro vou dar um breve resumo da história (vocês sabem que nunca é um "breve resumo" rs).
Katherine (ou Kat) tinha tudo pra ser uma garota normal, mas não é. Com um simples toque, ela pode matar e isso deixa a vida dessa adolescente muito mais dramática do que as outras (e olha que a "maioria" dos adolescentes amam um drama), ou seja, é tipo novela mexicana. Tudo vai (quase) bem, até que dois novatos "literalmente" mudam o futuro que Kat tinha planejado pra si mesma, mas não se engane, não tem haver com um triângulo amoroso sem graça, as decisões de Katherine podem mudar para sempre o mundo que ela acha que conhece.
Ufa! Que história hein, pois é, vamos mais a fundo então.

»»»»» Gramática e Revisão «««««

O livro conta a história em 1˚ pessoa de uma adolescente, então mesmo que a autora quisesse, não poderia usar de palavras muito rebuscadas. Mas nem por isso a linguagem é pobre, muito pelo contrário, a autora conseguiu nos fazer crer que estávamos na mente de uma adolescente (e melhor, sem as famosas gírias) e não de um diplomata.
A revisão está impecável, em toda a leitura eu achei 2 ou 3 erros, o que facilita bastante a vida do leitor, meus parabéns.

»»»»» Enredo «««««

O desenvolvimento dessa obra é como eu gosto, não tem blá blá blá, como assim Kalita? Eu explico, muitas vezes eu leio livros em que há pouquíssimos diálogos, muita repetição e "pensamentos" demais, sabe aquele livro que você quer saber o que vai acontecer, mas o(a) autor(a) fica naquela enrolação e a ação nunca chega? Pois é, não é o caso de "Um Toque de Morte". O livro tem o tempo certo, não é rápido demais pra perder os detalhes, nem devagar ao ponto de me deixar irritada (é difícil, mas acontece).
Narrado em 1˚ pessoa, o livro possui uma leitura rápida. Kat descreve os fatos com com bom humor e faz o leitor dar gargalhadas (algo que não deu muito certo 2:30 da madrugada). Mas também nos faz derramar algumas lágrimas com a história de uma garota órfã criada em orfanato. Mas não deixa de ter a leveza de um YA. Nota 10 pra autora.

»»»»» Capa e Diagramação «««««

A primeira coisa que me chamou atenção no livro foi a capa, que é linda demais.
Não preciso dizer que Ericksama está de parabéns com essa ilustração maravilhosa. Pra quem não sabe a Kat nasceu com essas "tatuagens" nas mãos e a capa não poderia ser mais parecida com a obra. 
Eu li a versão digital, então minhas opiniões são sobre a mesma. Com a diagramação limpa, simples e bonita, percorremos essa aventura sem obstáculos. Parabéns a produção editorial da Draco.

»»»»» Personagens «««««


Os personagens desse livro são do jeito que eu gosto, únicos. Alguns sérios, outros extrovertidos e até mesmo manipuladores. Vou colocar os meus preferidos.

Valentina: Uma mulher extremamente atraente e esperta, que não está acostumada a perder e usa o que, ou quem for preciso pra conseguir o que quer. Ela é a personagem mais esperta e mesmo não sendo "boazinha" é difícil não reparar nela. Valentina é uma "Ilusionista", ou seja pode entrar na sua cabeça (principalmente nos sonhos).

Roxie: Uma coadjuvante muito carismática e leal. Engraçada ao extremo ela nos faz sorrir mesmo nos momentos tensos da leitura. Roxie é uma "Artista", não vou revelar que dom é esse, leia e descubra (* risos maléficos *).

Katherine: Claro que a protagonista não poderia faltar, extrovertida, curiosa e antisocial, Kat acha que é autossuficiente e chega a ser por muito tempo, mas sempre chega a hora de pedir ajuda. Amei ler sobre a garota forte e independente que é Kat. Katherine é uma "Ceifadora", tem domínio sobre a morte (que novidade).

Personagem Katherine (Kat)

Rebecca: A amiga normal de Katherine pode parecer apenas uma humana, mas ela vai muito além, ela é determinada e uma amiga leal. Amo demais essa garota, depois da mocinha é minha preferida.

Eric: Esse metamorfo lindo é um sonho (tomara que meu marido não leia essa resenha). Protetor e leal, é o cachorro que qualquer mulher precisa. O mocinho arrebatou meu coração desde o início.

»»»»»»»»»«««««««««

Em resumo, digo que "Um Toque de Morte" trouxe o que eu precisava no momento, "novidade". Já li muito ficção e fantasia, mas como essa obra, nunca li nada parecido. Engraçado, aventureiro e fantasioso, esse YA teve minha total atenção do início ao fim. 
Obrigada pela confiança Editora Draco, e a linda da Athena um grande beijo, espero que não tenha decepcionado com minhas opiniões.



Bom fofoqueiros, por hoje é só, espero que tenham gostado de ler essa resenha e que tenham ficado curiosos tanto quanto eu.
Beijinhos em todos vocês!

Postar um comentário

Olá, tudo bem? Espero que sim. Sua visita é uma alegria para mim, mas ficaria muito mais feliz com um comentário seu.
Beijinhos!